mousse de aveia com psyllium husk

Esta mousse aconteceu por acaso, a partir de um batido que levou menos água do que devia. Há 5 anos a minha tia passou-me uma receita de um batido que viu no programa do dr Oz para eu beber sobretudo enquanto recuperava de uma cirurgia que fiz na altura. A verdade é que esse ficou, durante os anos seguintes o meu pequeno-almoço mais habitual.

A receita era simples: banana, mirtilos, maca, sementes de linhaça e leite de amêndoa. O leite de amêndoa substitui desde o início por água mais um punhado de frutos secos. O resto fui fazendo assim durante muito tempo. Mais tarde comecei a fazer algumas variações, sobretudo no tipo de fruta, acrescentando aveia e, numa altura em que não tinha maca, experimentei substituir por pó de se cascas de sementes de psílio (psyllium husk), que tinha comprado para uma receita de pão sem glúten. Psyllium husk são as cascas das sementes do psílio (plantago pvata), uma planta nativa da Índia e do Paquistão. As cascas destas sementes são higroscópicas, o que lhes permite expandirem e tornar-se mucilaginosas. Quer isto dizer, ao ser hidratado, este pó vai formar uma goma espessa. É por isso que é muitas vezes usado nas receitas de massas sem glúten, já que ajuda a dar a liga que normalmente se obtém com o glúten. Nesta mousse de aveia, vai também dar-lhe uma consistência cremosa e alguma firmeza.

Além destas propriedades físicas, que o tornam um ingrediente prático em alguns casos (como no caso desta mousse de banana), o psyllium husk é uma poderosa fonte de fibras solúveis, que atuam como laxante natural e ajudam a manter a saúde dos intestinos. É também um bom amigo para quem quer perder peso, já que aumenta a sensação de saciedade e ajuda a reduzir o apetite, sem qualquer efeito colateral, ao contrário da maioria dos suplementos vendidos para este efeito.

Se ainda não conhecia o psyllium husk, aproveite esta receita para experimentar! Depois de perceber o “comportamento”, é fácil usa-lo em várias receitas.

IMG_6779

  • 2 c. de sopa de flocos de aveia
  • 1 banana pequena
  • 1 c. de sopa de linhaça
  • 1/2 de sopa de psyllium husk
  • 5 nozes de macadâmia
  • 15 mirtilos (usei desidratados)
  • 1 copo de água

IMG_6768

  1. Colocar todos os ingredientes, excepto a banana, no copo do liquidificador e deixei repousar uns 5 minutos.
  2. Juntar a banana e triturar até obter uma pasta homogénea.

Nota: Experimente variar os ingredientes e sirva com toppings a seu gosto, como coco ralado, sementes ou fruta fresca.

IMG_6774

IMG_6783

 

 

papas de banana e laranja com chia

Apesar de ainda não estar de férias, os meses de Julho e de Agosto para mim são sempre em ritmo lento. O melhor do verão é mesmo abrandar e aproveitar o calor, sem fazer mesmo nenhum! É por isso que as receitas aqui têm vindo mais espaçadas…

Embora nem seja bem uma receita, de tão simples que é, não podia deixar de partilhar o que tem sido o meu pequeno-almoço preferido da estação! Não que seja com produtos de verão, mas é tão simples e tão fresco que se adequa na perfeição à calma e ao calor!

As papas de banana esmagada e laranja são um clássico, principalmente acompanhadas de bolacha maria. Esta minha versão é mais saudável e mais clean, mas nem por isso menos deliciosa e nutritiva! O segredo está nas sementes de chia, essas pequenas maravilhas que têm o poder de transformar qualquer líquido numa super refeição!

As sementes de chia e os seus benefícios já não são novidade para ninguém! São consideradas um alimento funcional bastante completo por serem ricas em fibras, cálcio, magnésio, potássio, proteína e ômega-3. O saciante é intensificado pelo efeito mucilaginoso (o de absorver e reter água). Ao colocarmos as sementes em liquido, elas incham e criam uma espécie de gel.

A laranja usada aqui é aproveitada na sua totalidade. Sempre me incomodou o desperdício de polpa dos sumos de espremedor. Normalmente acabo por junta-las no copo porque me custa muito deita-la fora. Desde que me lembrei desta maneira de fazer sumo de laranja (não descobri a pólvora, mas a verdade é que nunca tinha pensado nisso), raramente uso o espremedor! É só descascar a laranja e tritura-la no liquidificador – uso a bimby e é muito rápido e fica muito homogéneo.

IMG_5395

  • 1 laranja
  • 1 banana (fresca ou congelada)
  • 2 colher de sopa de sementes de chia

IMG_5394

  1. Descasque a laranja e coloque-a inteira ou aos gomos num liquidificador.
  2. Triture até ficar em sumo (bimby: 1 minuto, vel,. 10).
  3. Junte as sementes, envolva bem (bimby: alguns segundos, vel. 1)
  4. Deixe repousar 15 a 30 minutos.
  5. Junte a banana descascada e volte a triturar bem (bimby: 1 minuto, vel. 9).IMG_5384

Mousse de Abacate e Cacau

Eu sei que a esta altura, não há blog de receitas que se preze que ainda não tenha partilhado uma mousse de abacate e cacau. Já venho um bocado atrasada… Mas esta manhã estive a fazer manteiga de avelã e já que tinha a bimba suja, aproveitei para fazer um docinho para mais logo. Agora que partilho esta receita já posso dizer que tenho um blog de receitas que se preza.
Há inúmeras versões deste tipo de mousse. A base em todas é o abacate – é importante que esteja maduro. O resto dos ingredientes vai variando. Há com cacau em pó ou com chocolate derretido, com ou sem banana, com ou sem leite, com ou sem óleo de coco… Os adoçantes também podem ser gosto: ácer, stevia, agave, tâmaras…
Depois de provarem qualquer uma destas versões, todas elas bem saudáveis (os benefícios do abacate são já bem conhecidos), não vejo razão para se voltarem à tradicional! Além de tudo, o que para mim é uma grande vantagem, resultam numa quantidade perfeita para uma sobremesa para duas pessoas. E temos uma deliciosa e saudável sobremesa vegan, quase instantânea!
Pode servir esta mousse simples ou com granola ou frutos secos para uma textura crocante!

IMG_0923

  • 1 Abacate maduro
  • 1 Banana madura
  • 4 Tâmaras medjool
  • 2 C. de sopa de cacau puro
  • 1 C. de sopa de manteiga de avelã (opcional)

IMG_0920

  1. Comece por demolhar as tâmaras, sobretudo se estiverem um pouco secas, durante uns dez minutos ou mais.
  2. Num processador, coloque as tâmaras e desfaça-as, durante uns segundos.
  3. Junte os restantes ingredientes e processe até estar bem cremoso e homogéneo.

Pode comer logo em seguida, mas fica melhor se levar umas horas ao frigorífico.

IMG_0919

Queques de Pão de Banana

Quem nunca teve umas bananas esquecidas na fruteira, a pedirem misericórdia? Quando isso acontece aqui em casa (às vezes entusiamo-me com as promoções), congelo para usar em batidos e gelados ou faço estes bolinhos (receita adaptada daqui).
Inspirados no banana bread, um clássico da cozinha americana, estes queques são práticos e suficientemnte saudáveis para levar para um lanchinho no trabalho ou na escola.
A massa fica densa e húmida e, ao que parece, mantêm-se frescos vários dias, mas isto eu não posso confirmar porque aqui nunca duraram mais de dois…

  • 1 maçã + 1 colher de sopa de água
  • 2 colheres de sopa de sementes de linhaça moídas + 6 colheres de sopa de água
  • 2 chávenas de farinha de trigo (uso 2/3 integral e 1/3 branca)
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1 pitada de sal
  • 4 bananas muito maduras
  • 1/3 de chávena de açúcar amarelo ou mascavado (ou outro ou mesmo nenhum)
  • 1/3 de chávena de óleo vegetal
  • ½ colher de chá de canela

IMG_1188

  1. Comece por cozer a maçã descascada e em pedaços, com 1 colher de sopa de água e quando estiver mole, desfaça-a com uma colher de pau até ficar em puré.
  2. Entretanto, numa chávena pequena, misture a linhaça com a água e reserve.
  3. Numa taça maior, misture a farinha com o fermento, a canela e o sal.
  4. Numa outra taça, esmague as bananas com um garfo até ficarem em papa.
  5. Junte às bananas o óleo, a linhaça e o puré de maçã.
  6. Junte estes ingredientes húmidos à taça da farinha e misture muito bem.
  7. Divida a massa pelas formas de queques (se não forem anti-aderentes, pincele-as com um pouco de óleo). Preencha as formas até cerca de 2/3 (rende cerca de 17 bolinhos pequenos).
  8. Leve ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 20 minutos.
  9. Depois de desenformados deixe arrefecer, de preferência numa grelha.IMG_1194